domingo, 4 de dezembro de 2011

O Caramujo Gigante Africano X O Caramujo Gigante Brasileiro


Por Letícia Caires e Marta Luciane Fischer 

Fonte: Conexão Caramujo
          O conhecimento das diferenças entre os caramujos gigantes é de suma importância. Especialmente pelo fato que durante as campanhas de catação realizadas em todo o Brasil, os cidadãos não devem confundir o caramujo exótico (Achatina fulica) com o caramujo nativo (Megalobulimus sp). A catação e eliminação dos caramujos nativos implica em desequilíbrio ecológico e impacto na população da malacofauna brasileira. Não são apenas as espécies do gênero Megalobulimus que podem ser confundidas com o Caramujo Gigante Africano. Porém, essas são as que geram mais preocupação devido a algumas semelhanças, principalmente com relação ao tamanho, sendo o impactato com o controle do caramujo invasor, recbendo, assim destaque em nossa publicação.


Fonte: Conexão Caramujo
Tendo em vista que o caramujo nativo é mais sensível às alterações do seu ambiente, sua reprodução é mais lenta e, ainda que o número de indivíduos retirados da natureza seja pequeno, como por exemplo durante a limpeza de um quintal, a falta destes causa grande impacto ao ciclo de vida da espécie, favorecendo o caramujo invasor
Para auxiliar na tarefa de identificação das duas espécies, preparamos um material especial que, de maneira didática e ilustrada apresenta as principais diferenças entre os Caramujos Gigantes, explicando a evolução biológica de ambos e comparando suas características. Acesse: Achatina X Mega

Nenhum comentário:

Postar um comentário